Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2009

Narração: elementos básicos (resumo)

Imagem

Narração - Elementos

Tipos de PersonagemDesigna, no interior da prosa literária (conto, novela ou romance) e do teatro, os seres fictícios construídos à imagem e semelhança dos seres humanos: se estes são pessoas reais, aqueles são "pessoas" imaginárias, se os primeiros habitam o mundo que nos cerca, os outros movem-se no espaço arquitetado pela fantasia do prosado!: " (Dicionário de Termos Literários - M. Moisés - Ed. Cultural)
Segundo E.M. Forster, podem classificar as personagens em:
1. Planas (lineares) Constituídas de uma única idéia ou qualidade; carecem de profundidade. A personalidade delas é pobre, repetitiva; são previsíveis quanto ao seu comportamento, infensas à evolução. Jamais nos surpreenderão durante ou ao final da narrativa. Podem ser subdivididas em:
a) Tipos São personagens típicas, de contornos e características peculiares e, exatamente por isso, eternizam-se: quem se esqueceria de Sancho Pança, em D. Quixote? Comadres fofoqueiras, homossexuais, padres, nos romances, faz…

Roteiro para interpretar textos:

1.Ler atentamente todo o texto, procurando focalizar sua ideia central. 2.Interpretar as palavras desconhecidas através do contexto. 3.Reconhecer os argumentos que dão sustentação à ideia central. 4.Identificar as objeções à ideia central; 5.Sublinhar os exemplos que forem empregados como ilustração da ideia central. 6.Antes de responder às questões, ler mais de uma vez todo o texto, fazendo o mesmo com o enunciado de cada questão. 7.Evite responder “de cabeça”. Procure localizar a resposta no texto. 8.Se preferir, faça anotações à margem ou esquematize o texto. 9.Se o comando pede a ideia principal ou tema, normalmente deve situar-se no primeiro parágrafo (introdução) ou no último (conclusão). 10.Se o comando busca argumentação, deve localizar-se os parágrafos intermediários (desenvolvimento).

Erros comuns de interpretação:

EXTRAPOLAÇÃO (viagem): Ocorre quando o candidato sai do contexto, acrescentando idéias que não estão no texto, normalmente porque já conhecia o tema por uso de sua imaginação criativa.
· Portanto, é proibido viajar.
REDUÇÃO: É o oposto da extrapolação.
· Dá-se atenção apenas a um ou outro aspecto, esquecendo-se de que o texto é um conjunto de idéias.
CONTRADIÇÃO: É comum as alternativas apresentarem idéias contrárias às do texto, fazendo o candidato chegar a conclusões equivocadas, de modo a errar a questão.
· Portanto, internalize as idéias do autor e ponha-se no lugar dele.
· Só contradiga o autor se isso for solicitado no comando da questão. Exemplo: “Indique a alternativa que apresenta idéia contrária à do texto”.