quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Epitáfios

A literatura ultrapassou as barreiras das edições de papeis e chegou ao Cemitério(!!??) Os epitáfios, (do Latim epitaphiu e do Grego epitáphion = inscrição tumular) concorre com certas literaridades muito interessantes. Tais frases, curtas, denunciam um númerosos detalhes de quem se foi ou de quem ficou. Quando a autoria é do próprio morto, o estudo é mais interessante. O defunto escritor, em própria homenagem póstuma se justifica dos bem feitos ou mal feitos que praticou em vida; o que diria mesmo a personagem Brás Cubas, de Machado de Assis?

Do livro "Grave humour" (Humor na tumba), de Thomas Hall, temos os seguintes epitáfios:


Aqui jaz um ateu completamente vestido para não ir a lugar algum.
Em um cemitério de Thurmont, Maryland

No início eu não era, depois passei a ser, agora novamente não sou.
Na lápide de Arthur Homan, em um cemitério de Cleveland, Ohio

Debaixo dessa pedra descansa o tio Peter, que em princípios de maio despiu suas ceroulas.
Em um cemitério de Edimburgo, Escócia.

Aqui jaz Buck Allen, que era rápido no gatilho, mas lento para sacar.
Em um cemitério de Silver City, Nevada

Isso é tudo!
Epitáfio de Thomas Stagg, em um cemitério de Londres

Aqui jaz Jonny Yeats – Perdoem-me por não ficar de pé.
Em um cemitério de Ruidoso, Novo México

Rab McBeth, que morreu por não poder continuar respirando.
Epitáfio de um homem que foi enforcado, em Larne, Irlanda

Aqui jaz quem chamou Bill Smith de corno.
Em um cemitério de Criplle Creek, Califórnia

Como acabei muito cedo, me pergunto por que comecei?
Na lápide de um jovem em um cemitério de Plymouth, Massachussets

Aqui jaz Jonathan Blake, que pôs o pé no acelerador ao invés de botar no freio.
Em um cemitério de Uniontown, Pensilvânia

Aqui deveria estar o corpo de Margareth Bent, que morreu e desapareceu.
Em um cemitério de Dorchetsire, Inglaterra

Era. Não é mais.
Epitáfio de Arthur Haine, em um cemitério de Vancouver, Washington

Aqui jaz Lester Moore, com quatro balas de um Colt 44.
Em um cemitério de Tombstone, Arizona

Eu fui alguém. Quem? Não é da sua conta.
Em um cemitério de Stowe, Vermont

Morto, mas não perdoado.
Epitáfio em um cemitério de Atlanta, Geórgia (escrito pela viúva)

Fui!
Epitáfio de Robert Phillip, em Kingsbride, Inglaterra

Ezekial Aikle, idade: 102 anos – Os bons morrem jovens!
Em um cemitério de East Dalhousie, Nova Escócia

Passei a vida tentando ficar rico. Vou ver se agora – com mais tempo – consigo.
Em um cemitério de Charleston, Carolina do Sul

Eu disse que estava doente!
Em um cemitério da Geórgia

A defesa descansa.
Epitáfio de um advogado em Rockford, Illinois

Fonte: http://4sanimeclub.forumativo.com

Nenhum comentário: